Blog


 

ELEMENTO VAZADO

Ele é figurinha antiga na arquitetura brasileira. Usado para separar ambientes, sem bloquear a passagem de luz e ventilação, deixa tudo mais moderno

 

Matéria publicada por 

 


A parede com cobogó, da Elemento V, isola a lavanderia e tem pranchas de madeira que compõem o home office. Projeto de 100 m² do arquiteto Felipe Hess
Fran Parente

 


A parede de cobogó da Vianarte cria uma divisória entre os ambientes. Apartamento de Rhebeka Grippa e Edson Grippa, projetado pela arquiteta Gabriela Marques
Edu Castello/Editora Globo

 


A casa de 130 m², projetada em Brasília pelo arquiteto Ney Lima, exibe linhas modernistas dos anos 1960, além de elementos vazados com formato geométrico. Paisagismo da Freiman Jardins
Victor Affaro/Casa e Jardim

 


A parede que fechava a visão da sala na entrada deste apartamento foi substituída pelo painel com círculos de madeira laqueada. O projeto é do designer de interiores Francisco Cálio
Edu Castello/Casa e Jardim

 


Como a sala de jantar ficava logo na entrada da casa da apresentadora Patricya Travassos, a designer de interiores Paola Ribeiro instalou uma brise para criar o corredor. O ambiente ficou colorido e calmo com o quadro e o tapete de patchwork
Denilson Machado/MCA Estúdio

 


O morador Maurício Guimarães usou cobogós de cerâmica para dividir a garagem e a passagem de pedestres. “Ficou mais leve do que uma parede fechada. A luz do sol bate e deixa a área agradável”, diz
Edu Castello/Casa e Jardim

 


Na reforma deste apartamento, a arquiteta Gabriela Marques integrou ambientes e a sala avançou no espaço da cozinha. Com a criação de um painel ela escondeu a porta. As peças de madeira funcionam como elementos vazados, que não barram a luz
Carolina Miluzzi

 

Depois da reforma, o ambiente ganhou mais luz natural com os elementos vazados aplicados na parede divisória do quarto do casal. Projeto do SuperLimão
Mayra Acayaba/Casa e Jardim

 


A parede de cobogós faz uma leve divisão entre a cozinha e o corredor para as suítes neste apê. A arquiteta Karina Fontana escolheu o elemento vazado para obter o máximo de luminosidade e ventilação entre as áreas, e não isolá-las
Edu Castello/Casa e Jardim

 


A vedete desta cozinha branca é o cobogó original, projetado por Oscar Niemeyer em 1953. Um painel de vidro pode ser fechado, delimitando a área de serviço e protegendo o local do vento e da chuva
Marcelo Magnani/Casa e Jardim

 


No Edifício Cinderela, de 1956, em São Paulo, o arquiteto Juan Pablo Rosenberg deu novo uso ao apartamento térreo. Com ampliações, o espaço abandonado virou um loft de 78 m². Destaque para o painel de cobogó, que divide o lobby em duas áreas
Juan Pablo Rosenberg/Editora Globo

 


Parede de círculos vazados causa surpresa na circulação principal da casa. Executada em MDF e pintada com tinta esmalte branca, aumenta a privacidade do bar. Reforma assinada pelo arquiteto Raul di Pace
Marcos Antonio/Editora Globo

 

Postagens
Categorias
Arquivos
Tags
seguranca construcao sustentabilidade cozinha imobliario iluminacao banheiros decoracao ambiente imobiliaria condominio imobiliario automacao curiosidades saude mercado fisico arte cultura design gastronomia meio condicionamento arquitetura urbanismo conforto eletromesticos pets cozinhas jardinagem acabamento paisagismo reforma eletrodomesticos escritorio imovel

APTO - VILA RUBENS
2 Dorm / 1 Suíte
cód: 3415
Consulte

APTO - VILA DA PRATA
2 Dorm
cód: 3502
Consulte

APTO - VILA LAVINIA
3 Dorm / 2 Suítes
cód: 3413
R$ 960.000,00


Imperius Imóveis

Avenida Santa Rita, 396
Socorro - Mogi das Cruzes - SP
Veja mapa de localização
Ícone Facebook Ícone Google Plus Ícone Twitter
Ícone telefone

Central de atendimento

Telefone: +55 11 3427-1302
Whatsapp: +55 11 94447-1302

Desenvolvimento

inotech